logo

Institucional

Nosso Canal do YouTube!Nossas fotos no Flickr

47 ORGANIZAÇÕES INTEGRANTES DO SOS NL

Associações de bairros e condomínios

  1. ALPHAVILLE  - LAGOA DOS INGLESES
  2. ARVOREDO
  3. BELA VISTA
  4. BOSQUE DO JAMBREIRO
  5. BOSQUE DA RIBEIRA
  6. CABECEIRAS
  7. CHÁCARA DOS CRISTAIS
  8. CHÁCARA BOM RETIRO
  9. IPÊ
  10. IPÊ DA SERRA
  11. JARDIM DAS AMÉRICAS – BNH
  12. JARDINS DE PETRÓPOLIS
  13. JARDIM SERRANO
  14. JOSÉ DE ALMEIDA
  15. LE COTTAGE
  16. MORRO DO CHAPÉU
  17. OURO VELHO
  18. PASÁRGADA
  19. QUINTAS DO SOL
  20. RESIDENCIAL SUL
  21. RETIRO - OLARIA
  22. VALE DAS ARARAS
  23. VALE DOS CRISTAIS - NASCENTES
  24. VALE DO SERENO
  25. VALE DO SOL
  26. VEREDAS DAS GERAIS
  27. VILLAGE TERRASSE
  28. VILLE DE MONTAIGNE

Entidades e Ongs

  1. ACH
  2. AMAVISE - Ass. dos Moradores e Amigos dos bairros Vila da Serra, Vale do Sereno e Adjacências
  3. AMDA
  4. AMA/NL
  5. ARCA AMA SERRA
  6. ASCAP
  7. CASA CIDADANIA & DIVERSIDADE
  8. CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO/NL
  9. ECOJAMBREIRO
  10. FRENTE DO VETOR SUL
  11. IAB/MG
  12. MNLM
  13. OAB NL (CMA/NL)
  14. POLEN - COLÉGIO RUDOLF STEINER - MG
  15. PRANA/NL
  16. PRIMO - PRIMATAS DA MONTANHA
  17. PROMUTUCA
  18. SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE NOVA LIMA
  19. SUBCOMITÊ DE BACIA HIDROGRÁFICA (Cardoso Cristais - Macacos- Rio do Peixe)

facebook


Vistas do Vale

Acompanhe o andamento da  ação civil pública pelo TJMG

Eventos Realizados

DIA DO MEIO AMBIENTE - 05/06/2016

CAMINHADA E ABRAÇO NO VALE DO MUTUCA - 18/05/2014

3 ANOS DE LUTAS E CONQUISTAS- 08/12/2013

SEMINÁRIO - MILTON CAMPOS - 10/09/2013

Audiência Vale dos Cristais - 04/10/2012

DEBATE ELEIÇÃO/NOVA LIMA - 19/09/2012

CARREATA - 05/11/2011

SEMINÁRIO - 30/04/2011

AUDIÊNCIA PÚBLICA  "VISTAS DO VALE" -  22/02/2011

PASSEATA - 08/12/2010
Histórico


O Movimento contra a verticalização desordenada em Nova Lima se iniciou em função da possibilidade de implantação de  prédios de 25 andares em frente ao Posto Policial da MG 30 (em Nova Lima/Minas Gerais) - um empreendimento chamado “Vistas do Vale” da Anglo Gold (dona da propriedade) e da Odebrecht (construtora). A primeira fase (6 torres) já está no CODEMA para concessão de Licença Prévia (LP).

Em 18 de novembro/2010, na reunião do CODEMA em que seria concedida a Licença Prévia para o empreendimento, representantes das associações comunitárias foi decisiva para o desenrolar dos acontecimentos já que; O Residencial Bosque do Jambreiro, solicitou à Secretária de Meio Ambiente, Cátia Gusso, a realização de audiência pública para o empreendimento “Vistas do Vale”.

O Movimento tem apresentado, desde agosto de 2010, representações subsequentes ao Ministério Público alertando sobre as irregularidades do empreendimento. Paralelamente, foram realizadas, ao longo do semestre, reuniões com associações de bairros e condomínios da região, para discutir a questão.

Nessa reunião, os conselheiros Roney Bernardes, Marcelino Duarte, José Carlos Mannetta e Irany Braga, pediram vistas ao processo, ficando assim adiada a votação da licença prévia do empreendimento para o dia 16 de dezembro, em reunião já agendada do CODEMA

Enquanto esperava a resposta da Secretária de Meio Ambiente, as lideranças comunitárias que já começavam a se reunir para discutir a questão, se surpreenderam quando souberam, pelo conselheiro Roney Bernardes, que o pedido já havia sido votado e negado na própria reunião do dia 18 de novembro. O Movimento começa então a se organizar e, em vista do pedido de audiência pública  negado, 12 associações de bairros e condomínios enviam uma reiteração do pedido do Bosque do Jambreiro ao CODEMA  e à Secretaria de Meio Ambiente, com cópia para o Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal e Câmara dos Deputados. Paralelamente, o conselheiro Roney Bernardes solicita a prorrogação de vistas ao processo, objetivando que o mesmo não entre na pauta da reunião do CODEMA do dia 16 de dezembro.

MANIFESTAÇÃO POPULAR E ABAIXO ASSINADO

Em 8 de dezembro o Movimento realiza uma manifestação popular próximo ao posto policial da Rodovia MG 30. Mais de 300 pessoas se concentram  em frente à barraca do côco e fazem uma caminhada até os prédios do Rossi Botanique - um empreendimento imobiliário também alvo de denúncias relacionadas à irregularidades ambientais - encerrando a manifestação em frente ao stand de vendas do "Vistas do Vale, da Odebrecht.

Na manifestação, são coletadas assinaturas no abaixo-assinado já iniciado nos condomínios e na "Sexta na Feira".

Em 9 de dezembro/2010 a Câmara Municipal, por solicitação do Vereador Cássio Magnani, também envia ao CODEMA e à SEMAM um pedido para realização de audiência pública.

Em 13 de dezembro, o Ouro Velho, uma das associações que solicitaram a audiência pública recebe correspondência da Secretaria de Meio Ambiente acatando o pedido das 12 associações. Nesse mesmo dia, a Secretaria de Meio Ambiente concede ao conselheiro Roney Bernardes, a prorrogação do pedido de vistas ao processo.

Em 14 de dezembro o MINISTÉRIO PÚBLICO envia ao CODEMA e à Secretaria de Meio-Ambiente RECOMENDAÇÃO para conceder a audiência, enumerando vários argumentos. Ainda no dia  14, o vereador Cássio Magnani se manifesta no “Grande  Expediente” da Sessão Plenária da Câmara Municipal, alertando sobre os riscos da concessão de licença para um empreendimento de grandes impactos ambientais, viários e no saneamento já precário de Nova Lima.

No dia 16 de dezembro acontece a reunião do CODEMA e o “Vistas do Vale” fica fora da pauta. Em 27 de dezembro, o CODEMA se reune extraordinariamente para tratar da RECOMENDAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO, recebida pelo Conselho.

Em 20 de janeiro de 2011, o Movimento envia uma correspondência à Secretaria de Meio Ambiente e CODEMA solicitando a precisão da data da audiência pública lembrando sobre os prazos e critérios que devem ser seguidos, conforme legislação pertinente.

SOS NOVA LIMA

No início de  2011, o Movimento passa a ser chamado de:

"SOS Nova Lima – Movimento por uma Ocupação Sustentável"

O Movimento SOS Nova Lima, nasceu de outro movimento que surgiu contra a verticalização desordenada do município. No início de 2011, o Movimento passou a ser chamado de “SOS Nova Lima – Movimento por uma Ocupação Sustentável”. O Movimento também realizou o Seminário “Nova Lima Pensa o seu Futuro”, que contou com renomados palestrantes da área ambiental, de arquitetura e urbanismo, além de autoridades do Poder Público Municipal, Estadual e Federal.

A participação dos condomínios horizontais no movimento foi efetiva desde o início e com isso o movimento ganhou força, para viabilizar o seu objetivo que é o desenvolvimento sustentável, e mais restritivo em relação à proteção das nascentes, cursos e lagoas de água doce; à proteção dos aquíferos e lençóis freáticos; à proteção dos ecossistemas locais, tais como as remanescentes de Mata Atlântica, cerrado e campos ferruginosos, sua biodiversidade, endemismo, matas ciliares e corredores de flora e fauna; como também às declividades permitidas para edificações e à proteção do Patrimônio Paisagístico Natural do município.