logo

Institucional

Nosso Canal do YouTube!Nossas fotos no Flickr

47 ORGANIZAÇÕES INTEGRANTES DO SOS NL

Associações de bairros e condomínios

  1. ALPHAVILLE  - LAGOA DOS INGLESES
  2. ARVOREDO
  3. BELA VISTA
  4. BOSQUE DO JAMBREIRO
  5. BOSQUE DA RIBEIRA
  6. CABECEIRAS
  7. CHÁCARA DOS CRISTAIS
  8. CHÁCARA BOM RETIRO
  9. IPÊ
  10. IPÊ DA SERRA
  11. JARDIM DAS AMÉRICAS – BNH
  12. JARDINS DE PETRÓPOLIS
  13. JARDIM SERRANO
  14. JOSÉ DE ALMEIDA
  15. LE COTTAGE
  16. MORRO DO CHAPÉU
  17. OURO VELHO
  18. PASÁRGADA
  19. QUINTAS DO SOL
  20. RESIDENCIAL SUL
  21. RETIRO - OLARIA
  22. VALE DAS ARARAS
  23. VALE DOS CRISTAIS - NASCENTES
  24. VALE DO SERENO
  25. VALE DO SOL
  26. VEREDAS DAS GERAIS
  27. VILLAGE TERRASSE
  28. VILLE DE MONTAIGNE

Entidades e Ongs

  1. ACH
  2. AMAVISE - Ass. dos Moradores e Amigos dos bairros Vila da Serra, Vale do Sereno e Adjacências
  3. AMDA
  4. AMA/NL
  5. ARCA AMA SERRA
  6. ASCAP
  7. CASA CIDADANIA & DIVERSIDADE
  8. CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO/NL
  9. ECOJAMBREIRO
  10. FRENTE DO VETOR SUL
  11. IAB/MG
  12. MNLM
  13. OAB NL (CMA/NL)
  14. POLEN - COLÉGIO RUDOLF STEINER - MG
  15. PRANA/NL
  16. PRIMO - PRIMATAS DA MONTANHA
  17. PROMUTUCA
  18. SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE NOVA LIMA
  19. SUBCOMITÊ DE BACIA HIDROGRÁFICA (Cardoso Cristais - Macacos- Rio do Peixe)

facebook


Vistas do Vale

Acompanhe o andamento da  ação civil pública pelo TJMG

Eventos Realizados

DIA DO MEIO AMBIENTE - 05/06/2016

CAMINHADA E ABRAÇO NO VALE DO MUTUCA - 18/05/2014

3 ANOS DE LUTAS E CONQUISTAS- 08/12/2013

SEMINÁRIO - MILTON CAMPOS - 10/09/2013

Audiência Vale dos Cristais - 04/10/2012

DEBATE ELEIÇÃO/NOVA LIMA - 19/09/2012

CARREATA - 05/11/2011

SEMINÁRIO - 30/04/2011

AUDIÊNCIA PÚBLICA  "VISTAS DO VALE" -  22/02/2011

PASSEATA - 08/12/2010
Construção de 16 prédios no Vale do Sereno é questionada
Qui, 06 de Dezembro de 2012 19:07

A verticalização desenfreada na região entre os municípios de Belo Horizonte e Nova Lima, conhecida como Vale do Sereno, pode se agravar com a construção de um empreendimento com 480 apartamentos e 16 prédios. Os reflexos da obra, segundo especialistas, são a interferência negativa no ecossistema da área, as dificuldades com a infraestrutura e um trânsito ainda mais complicado no local.

 

Materia_foto_pequena

 

 

O projeto está em processo de licenciamento na Superintendência Regional de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Supram). Os prédios terão 25 metros de altura, com cinco andares e pilotis.

De acordo com o conselheiro da Área de Proteção Ambiental (APA) Sul, Henrique Amorim, que também avalia o pedido de licenciamento, a área onde será construído o condomínio (veja mapa) abriga vegetação rara, animais selvagens e nascentes. "Parece que há um casal de onças que mora lá. E eu sei que há outros animais, como a jaguatirica".

A avaliação do pedido de licenciamento está suspensa na APA porque um laudo do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) foi solicitado. Em fevereiro, haverá uma nova votação para decidir o futuro do condomínio. O resultado será encaminhado à Supram. "Vamos nos basear na decisão da APA e na apresentação de todos os laudos com os impactos na região para aprovarmos ou não o empreendimento", explica a analista da Supram Juliana Brasileira.

Para o ambientalista Ricardo Motta, professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), se for aprovada, a construção representará uma grande perda para a fauna e a flora da região. "A biodiversidade local é muito grande. O empreendimento vai afetar o lençol freático e comprometer a vida dos animais", diz.

Infraestrutura. Além do impacto ambiental, outra grande preocupação é a infraestrutura do Vale do Sereno. "Há de se pensar para onde irá o esgoto de toda essa gente. Nós sabemos que a região já está bem saturada", reclama o coordenador da Frente de Associações e Condomínios do Vetor Sul, Walmir Braga.

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) informou ontem, por meio da assessoria de imprensa, que irá assumir os serviços de saneamento básico e abastecimento da região. O esgoto seria encaminhado para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Vale do Sereno.
De acordo com Juliana Brasileira, estudos serão necessários para comprovar se a ETE vai comportar o esgoto. Além disso, faltam laudos sobre segurança, coleta de lixo e iluminação.

O dono do empreendimento, Cláudio Capanema Lopes Gouveia, foi procurado ontem, porém, não atendeu às ligações.

 

Materia_foto

 

Previsão é haver mais caos no trânsito
A construção do empreendimento causará um impacto muito grande no tráfego da região, segundo especialistas e associações de moradores. Com os 480 apartamentos, mais mil veículos vão trafegar na região diariamente. "A MG-030 já tem uma carga muito grande de veículos. Com esse aumento, pode ser que ela não aguente o impacto", diz Ronaldo Gouvêa, especialista em trânsito e professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O coordenador da Frente de Associações e Condomínios do Vetor Sul, Walmir Braga, afirma ainda que, além da rodovia, a região central de Nova Lima e as vias que dão acesso ao Vale do Sereno já estão saturadas. "Isso vai ficar ainda pior", opina.

Os prédios serão construídos na área de uma fazenda chamada Regalo, e não há vias para o acesso. De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), o empreendedor é responsável pelas vias de acesso. Segundo a Supram, é necessário um estudo de impacto nas vias, que deve ser apresentado aos órgãos de trânsito de Nova Lima e de Belo Horizonte, já que a capital também será afetada. (NO)